Você conhece os indicadores mais importantes da sua empresa?

Apesar de cada empresa ter suas particularidades e ter que escolher indicadores adaptados à sua realidade, existem alguns KPIs que você deve ficar de olho, independentemente de segmentos ou estratégias.

 

Veja alguns que você precisa monitorar constantemente:

 

  1. Fluxo de caixa

Os indicadores financeiros demonstrados pelo fluxo de caixa são extremamente importantes.

Um dos grandes motivos de falência das empresas é o fato de não gerenciarem adequadamente o que entra e o que sai no caixa da organização.

Trata-se de uma ferramenta que permite avaliar os resultados diariamente e projetar estimativas futuras.

 

  1. Retorno sobre o Investimento (ROI)

O Retorno sobre Investimento (ROI) é uma métrica utilizada para identificar o quanto a empresa ganha em rendimentos financeiros a partir de qualquer investimento realizado.

É por meio dele que a empresa descobre qual foi o ganho (ou perda) obtido para cobrir os custos envolvidos na aplicação dos recursos e ainda ter retorno financeiro (caso ele exista).

A fórmula é uma das mais conhecidas do mundo corporativo:

ROI = (Ganho obtido – Valor do investimento) / Valor do investimento x 100

Você pode fazer esse cálculo para medir o retorno do valor investido em produtos, serviços, campanhas, treinamentos e qualquer atividade da empresa.

 

  1. Inadimplências

Os indicadores de inadimplência são uma parte importante da gestão de cobrança de uma empresa. E quando se trata de clientes devedores, todas as iniciativas que auxiliem na resolução são fundamentais. Afinal, não receber pelo produto ou serviço pode acarretar sérios problemas com o fechamento das contas e prejudica o crescimento do negócio.

 

  1. Prazos médios de pagamento e recebimento

Recebimento: Representa o tempo médio, em dias, que a empresa leva para receber os recursos provenientes de suas vendas a prazo. Em outras palavras, é a quantidade média de dias que a empresa concede de prazo de pagamento para seus clientes. É sempre interessante para uma empresa receber de seus clientes no curtíssimo prazo, para gerar caixa e poder de investimento, além de poder pagar suas compras no médio e longo prazo

PMRV = (Recebíveis Médios / Vendas Brutas) X 365

 

Pagamento: Representa o prazo médio, em dias, que a empresa obtém de seus fornecedores para cumprir com suas obrigações a prazo. Ou seja, qual o prazo médio de pagamento de suas compras. É de extrema importância que o PMPC seja maior que PMRV, ou seja, que você receba dos seus clientes antes de pagar seus fornecedores.

PMPC = (Fornecedores Médios / Compras) X 365

 

  1. Margem de Lucro Bruto e líquido

O lucro é o que todo empreendedor busca ao abrir uma empresa, que pode ser medido na sua forma bruta ou líquida.

O lucro bruto é a receita total da empresa menos os custos diretos e indiretos ligados à produção dos bens ou serviços, conforme a fórmula:

Lucro bruto = Receita total – Custos relacionados à produção

Uma vez calculado o lucro bruto (receita – custos relacionados à produção), precisamos deduzir as despesas que podem ser fixas ou variáveis.

É aí que entra o lucro líquido, que mostra quanto dinheiro realmente sobrou para os sócios depois de subtrair todos os gastos possíveis do faturamento.

Ele é dado pela seguinte fórmula:

Lucro líquido = Receita total – Custos e despesas totais

 

  1. Ticket médio

O ticket médio é um indicador financeiro relacionado à área comercial que mostra quanto você está faturando por cliente.

Sua fórmula não poderia ser mais simples:

Ticket médio = Faturamento total / Número de vendas do período

Também é possível calcular o ticket médio de determinado produto, serviço ou categoria, conforme a necessidade da empresa.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Iniciar conversa
Precisa de ajuda?
WhatsApp
Olá! Podemos ajudar?