Planejamento empresarial: O que é? Como fazer? Como suas atitudes podem influenciar seus resultados

Quando pensamos em empreender, logo vem a mente que o principal de um bom negócio é uma grande ideia. De fato, a ideia é o que move o início do processo do empreendimento, porém ela por si só, não sustenta e nem da à base de sucesso para a empresa, por isso é tão importante realizarmos um planejamento empresarial.

Sabemos, também, que com dedicação e empenho têm-se a tendência de maior sucesso, mas aplicar esse esforço sem saber direcionar a força e o foco acaba prejudicando os resultados. Nesse contexto é que entra o planejamento empresarial.

Entendendo o Planejamento Empresarial

Mas afinal, como podemos definir planejamento empresarial? Pode-se dizer que é o guia da empresa, é uma maneira de contemplar:

  • as diretrizes;
  • ideias;
  • pretensões de resultados;
  • rotinas;
  • processos a serem seguidos;
  • E, entre outras características que fazem parte do dia a dia da empresa.

Ampliando mais a nossa definição de planejamento empresarial, podemos considerar outras definições de tipos de estratégias onde cada uma conta com a sua abordagem particular, as quais podem ser integradas e aplicadas da melhor forma que se adapta ao seu negócio.

Dentre os tipos de planejamento, vamos destacar as seguintes vertentes:

  • Estratégico;
  • Tático;
  • Operacional;
  • E, financeiro.

Planejamento Estratégico

A respeito do planejamento estratégico, podemos considerar como um método de longo prazo, que visa definir uma meta a ser atingida em alguns anos. Costumeiramente a implantação considera fatores internos e externos, levando em conta o andamento econômico, flutuação do mercado, projeções de faturamento da empresa, entre outros fatores que possam interferir nos resultados.

É um planejamento voltado a dar suporte a gestão, sendo possível moldá-lo conforme as adversidades se apresentarem durante o período pré estabelecido na estratégia. É muito importante que a empresa tenha bem definida sua missão, seus valores e visão, pois isso auxiliará na configuração do plano.

Planejamento Tático

Falando sobre o planejamento tático, podemos considerar como uma ferramenta de resultados em médio prazo. Visa o teor mais prático de como serão executadas as rotinas dentro da empresa e quais os recursos necessários para se alcançar os objetivos.

Com a ideia de determinar as diretrizes a serem seguidas num período de um a três anos, foca em responder perguntas como:

  • O que fazer?;
  • É possível fazer?;
  • Vale a pena fazer?;
  • E quando fazer?.

Para ligarmos os dois tipos de planejamento empresarial dos quais já abordamos, podemos dizer que o tático é a maneira como cada setor da empresa vai operar para se atingirem as metas do estratégico.

Planejamento Operacional

Passando a tratar sobre o planejamento operacional, podemos colocar como o foco principal a capacidade de desenvolver o senso de “dono” nos colaboradores, fazendo que todos os setores da empresa trabalhem em busca da maior eficiência e resultados.

Como o foco deste planejamento é o dia a dia da empresa, ele se torna um plano temporal mais curto, focado em períodos de três a seis meses, sendo mais fácil o acompanhamento dos resultados.

Planejamento Financeiro

Por fim, falando sobre o planejamento financeiro, temos que destacar que é um plano à parte dos demais já apresentados. É voltado a determinar as diretrizes que a empresa precisa seguir para manter um fluxo de caixa saudável e contínuo, um bom capital de giro e que contemple as metas determinadas de curto, médio e longo prazo.

Existem algumas metodologias aplicáveis e aqui queremos apresentar algumas, Como a PDCA. Ela é uma sigla em inglês a qual corresponde à planejar, fazer, checar e agir.

Basicamente, por esse método, constrói-se um ciclo no qual consiste em traçar as metas, aplicá-las, verificar os resultados, e por fim agir para possíveis ajustes e correções.

Como suas atitudes podem influenciar seus resultados

Mas afinal, o que as decisões pessoais podem influenciar nos resultados da sua empresa? Falamos até agora da parte mais técnica do planejamento empresarial, porém nada disso vai acontecer se você for alguém que não sabe dividir a vida da pessoa física com a da pessoa jurídica, ou ainda se encaixar no perfil do indivíduo que vive de promessas, mas não toma atitudes, não traça metas alcançáveis e não se organiza financeiramente.

Nesse sentido, nós da Priorizzi, temos algumas dicas para que você consiga começar, como saber separar as despesas da pessoa física e jurídica, nunca deixando o capital da empresa ser destinado para contas pessoais, ou fazer a organização de depender de aportes do seu bolso.

Compreender e mapear as contas pagas e recebidas mensalmente, tendo um controle maior sobre o capital de giro e fluxo de caixa. Ainda sobre o caixa, busque estruturar, mesmo que de maneira simples inicialmente, o seu fluxo de caixa, para poder assim identificar a evolução da empresa.

Busque fazer reservas financeiras, pois como existem flutuações de mercado, de economia e possíveis sinistros inesperados, ter uma reserva faz com que sua empresa esteja protegida das adversidades. E por fim, tenha sempre uma avaliação clara e efetiva dos seus resultados mensais, podendo assim identificar pontos fracos e fortes e traçar estratégias para crescimento. Não deixe para depois o entendimento sobre a estratégia ou atitude para a sua empresa, afinal, saber quanto fatura, recebe, paga, e principalmente quanto lucra a cada mês, garante a saúde financeira do seu negócio.

Temos tudo que você precisa para gerir seus processos financeiros, ou ainda, podemos realizar todas essas rotinas para você, deixando ao seu comando a autorização dos pagamentos, dando assim a você, gestor, mais tempo para se dedicar ao planejamento do seu negócio. Venha com a Priorizzi e otimize seus resultados, seu tempo e seu sucesso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Iniciar conversa
Precisa de ajuda?
WhatsApp
Olá! Podemos ajudar?